Biografia


José Carlos Peres

Nascido em Monte Azul Paulista, São Paulo, em 17 de julho de 1948, foi por 36 anos um bem-sucedido executivo atuando no mercado financeiro. Ao se aposentar, resolveu unir duas paixões: sua capacidade administrativa e a eterna paixão pelo Santos Futebol Clube.

Em 2001, criou a ONG Santos Vivo, a fim de reerguer o clube nos cenários nacional e internacional, aglutinando empresários do mercado brasileiro. Foi eleito conselheiro do Santos FC nos biênios 2000/2001, 2004/2005, 2006/2007 e 2008/2009.

Em 2000, como conselheiro do Santos FC, ergueu corajosamente uma bandeira, criando e liderando um projeto pela unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959. Lutou por cerca de dez anos consecutivos, sem nenhuma ajuda financeira, conseguindo adesão formal de Santos, Palmeiras, Fluminense, Botafogo, Cruzeiro e Bahia, todos campeões nacionais com títulos conquistados de 1959 a 1970. Ao final de 2008, trouxe para o projeto o brilhante jornalista Odir Cunha para compor o importante trabalho de pesquisa, mesmo ano em que recebeu apoio de Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé. Em seguida, o Dr. João Havelange também cerrou fileiras em torno do projeto. Finalmente, em 10 de novembro de 2010, conseguiu entregar o dossiê e um vídeo contendo preciosos depoimentos a favor da causa ao presidente da CBF. Em 15 de dezembro de 2010, recebeu a comunicação do Dr. Ricardo Terra Teixeira afirmando que o projeto estava aprovado pelos vários departamentos da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), portanto estava decidido a atender ao pleito.

A cerimônia de oficialização ocorreu no Itanhangá Golf Club em 22 de dezembro de 2010, com a presença da imprensa e das autoridades convidadas, em especial Pelé, representando todos os atletas da época. Finalmente, o sonho transformou-se em realidade e os 6 títulos brasileiros do Santos FC no período, por cerca de 30 anos injustamente desprezados pela CBD / CBF, foram oficializados.

Criou a subsede do Santos FC na capital, exercendo a função de superintendente do clube de 2004 a 2010.

Foi também diretor da Federação Paulista de Futebol de 2005 a 2010.

Em 2006, trouxe para o Santos uma jóia rara ainda com 9 anos de idade, o craque Gabriel (Gabigol), hoje com multa estimada em 50 milhões de euros, sem nenhum custo ao clube.

De uma iniciativa sua surgiu a empresa G4 Aliança Paulista, que reúne os quatro maiores times do Estado: Santos, São Paulo, Palmeiras e Corinthians, que trouxe muitas vantagens aos clubes, como, por exemplo, os contratos de patrocínio com Coca-Cola e Brahma, entre outros.

Atualmente, é diretor executivo do G4 Aliança Paulista e o responsável pela administração da empresa.

Sócio há 36 anos, em nome do grande amor ao clube, candidata-se à presidência do Santos FC.

ATIVIDADES POLÍTICAS

1978 - Torna-se associado do Santos FC e a partir daí intensifica colaborações ao clube independente de questões políticas.

1979 - Auxilia o saudoso Omar Pupo de Moraes na subsede do clube na capital paulista, em uma pequena sala na Rua Brigadeiro Luis Antonio, oferecida pelo também saudoso Marcelo de Castro Leite.

1999 - Eleito pela primeira vez ao egrégio Conselho Deliberativo do Santos FC.

2005 - Nomeado diretor da FPF – Federação Paulista de Futebol.

2005 - Eleito pela segunda vez ao egrégio Conselho Deliberativo do Santos FC.

2007 - Eleito pela terceira vez ao egrégio Conselho Deliberativo do Santos FC.

2009 - Um dos fundadores do G4 Aliança Paulista (www.g4paulista.com.br).

2010 - Eleito para o cargo de CEO / diretor executivo no G4 Aliança Paulista, onde permanece até o presente momento.

2014 - Candidato à presidência do Santos FC pela Chapa Santos Vivo, com o slogan “O Santos que a gente quer”.






Antonio Carlos Cavaco, nascido em Santos em 11/03/1947, dois filhos, Cristiane e Tarcisio, e dois netos, Sofia e Igor.

Trabalhou por cinquenta e um anos e meio exportando café, os últimos trinta anos como gerente administrativo e financeiro da COOXUPÉ, maior cooperativa de café do mundo.

Aposentado desde 03/08/2013, hoje sócio diretor da empresa Crisciso Comercial e Exportadora Ltda, fazendo intermediações de compra e venda de café.

Diretor por vinte e sete anos na Associação Comercial de Santos, onde ocupou os cargos de primeiro vice-presidente e diretor financeiro.

Presidente do Sindicato dos Auxiliares do Comércio de Café em Geral por dezoito anos, com mandato até 2017.